Secretarias

Nota Fiscal

Transparência

Diário Oficial

Serviços

IPMQ

Mar azul toma conta das ruas com Caminhada de Conscientização do Autismo

Um mar azul de bolas e pompons tomou conta das ruas de Quissamã na manhã desta quarta-feira (06) reforçando o respeito às pessoas autistas. A III Caminhada de Conscientização do Autismo mobilizou todas as escolas da rede municipal, com turmas de alunos inclusos. Atualmente, a rede municipal possui 68 alunos autistas. Também participaram as escolas particulares Cenecista e Cene. A caminhada foi realizada em alusão ao Dia Mundial de Conscientização do Autismo comemorado em 2 de abril.
“Parabenizo toda a equipe da educação. Esse é um momento de reflexão, de inclusão. É muito importante fazermos esse movimento pra que toda sociedade entenda que, independente das diferenças, todos s somos seres humanos e cada um tem sua qualidade”, frisou o vice-prefeito Marcelo Batista.
A Caminhada saiu do pátio da Igreja Matriz e percorreu a Avenida Barão de Vila Franca, Barão de Monte Cedro e Rua Visconde de Ururay retornando à igreja. No caminho, árvores e postes foram enfeitados com laços azuis. Durante o percurso, o professor Enon Vasconcelos leu mensagens como: “Autismo não se cura, se compreende”, “Diga não ao preconceito”, “Vamos respeitar as diferenças”, dentre outras.
“Estamos envolvendo nossos alunos num evento muito importante. Todos de azul para ressaltar o respeito e a importância do atendimento aos nossos alunos autistas. Na educação, trabalhamos a aprendizagem mas também o respeito e o acolhimento”, enfatizou a secretária de Educação, Helena Lima.
Atualmente, a rede municipal de Educação de Quissamã possui 68 alunos autistas, todos inclusos nas salas de aula regulares e são acompanhadas por professores cuidadores.
“O lugar da criança autista é onde ela quiser. Estamos cada vez mais inserindo essa criança na sociedade, dentro das escolas com atividades e a gente vê a leveza que esses eventos trazem, o quanto a criança aproveita. Quissamã sempre inseriu as crianças com necessidades especiais, seja o autista, seja o cadeirante para que tenhamos a máxima nenhum a menos”, concluiu o subsecretário de Educação, Robinsson Serra.
Além da escola regular, os alunos com necessidades especiais da rede municipal frequentam, duas vezes por semana, o Centro de Atendimento Educacional Especializado de Quissamã (CAEEQ), o Centrinho para desenvolvimento das potencialidades.

Galeria de Fotos