Secretarias

Nota Fiscal

Transparência

Diário Oficial

Serviços

IPMQ

Cinema do Sobradinho será reinaugurado com “O Pequeno Príncipe”

Após uma série de reformas, a Prefeitura de Quissamã entrega à população, nesta quinta-feira (13), o espaço do cinema do Centro Cultural Sobradinho totalmente recuperado. Para a sessão de abertura, às 19h, a Coordenadoria Especial de Cultura e Lazer reservou a animação “O Pequeno Príncipe”. Com recuperação dos estofados, pintura interna, troca do revestimento acústico e novo sistema de som, a sala está pronta para receber os apaixonados pela sétima arte.
A partir do próximo final de semana, o cinema funcionará regularmente, com entrada gratuita, com sessões aos sábados (exceto dia 15, quando acontecerá o encerramento das oficinas de dança) e domingos, às 16h (filme Detona Ralph) e 19h (O Pequeno Príncipe), que ficarão em cartaz por três semanas.
Segundo a coordenadora de Cultura e Lazer, Amanda Fragoso, a reinauguração do Cine Sobradinho será um momento especial para a cidade. “Certamente será mais um espaço para fomentar cultura e gerar momentos de lazer para todas as idades, tudo com muita qualidade”, afirmou.
O espaço tem 240 metros quadrados e capacidade para 130 espectadores, em poltronas confortáveis e funciona na Rua Comendador José Julião, 206, na área do Centro Cultural Sobradinho.
Filme de estreia – “O essencial é invisível aos olhos”. A frase mais célebre do livro “O Pequeno Príncipe” é usada até hoje para ressaltar a importância dos sentimentos e do caráter no dia a dia e, como não poderia deixar de ser, tem importância crucial na animação O Pequeno Príncipe. Afinal de contas, a proposta maior do diretor Mark Osborne não é propriamente reproduzir o livro escrito por Saint-Exupéry, mas sim captar sua essência. É importante ressaltar que a história do menino que vivia solitário em um asteroide e, viajando pelo espaço, encontrou um aviador perdido no deserto está no longa-metragem. Entretanto, ela ocupa um espaço menor, cerca de um terço da duração apenas.
A trama principal gira em torno de uma pequena garota, que leva uma vida bastante regrada devido à obsessão da mãe em controlar absolutamente tudo à sua volta. Para situar ainda mais este universo rígido, a animação computadorizada ressalta sempre o quanto tudo é retangular e cinza, sem imaginação alguma. O contraponto é justamente a casa do vizinho, repleta de cor e irregularidades, uma metáfora à própria personalidade de seu dono.É a partir do encontro entre a garota e o vizinho, um senhor que lhe conta a tal história do pequeno príncipe, que o longa-metragem enfim ganha corpo. É quando a magia entra em cena, no sentido de um universo lúdico e repleto de criatividade.

Galeria de Fotos