Rua Conde de Araruama, 425 – Centro Quissamã – RJ – Cep: 28.735-000

Tempo Agora

Secretarias

Nota Fiscal

Transparência

Diário Oficial

Serviços

Ouvidoria e E-sic

Campanha “Novembro Roxo” realiza roda de conversa sobre a prematuridade nesta quarta-feira (24)

A secretaria de Saúde em parceria com o Programa de Ações Programáticas, realizará nesta quarta-feira (24), uma roda de conversa sobre o tema no Centro de Saúde Benedito Pinto das Chagas. Novembro é considerado o mês internacional de sensibilização da prematuridade. O objetivo é alertar sobre o crescente número de partos prematuros, como preveni-los e informar a respeito das consequências do nascimento antecipado do bebê, tanto para sua família, quanto para a sociedade.
No evento, será abordado o tema sobre a importância da sensibilização para a prematuridade. As participantes, poderão relatar suas dúvidas, medos, anseios e necessidades. A troca de informações entre as mães, como enfrentaram suas histórias pessoais, encorajarão novas mães que passam por esse momento atualmente. As dicas dos profissionais que atuam no cuidado pós alta hospitalar, também serão de grande valia para todas as envolvidas no processo, que é doloroso, pois envolve incerteza numa hora tão esperada, que é a de ser mãe.
O roxo é a cor símbolo da causa da prematuridade, que simboliza a sensibilidade e a individualidade, características que são muito peculiares aos bebês prematuros. Neste ano, o foco é a não separação entre mãe e bebê prematuro, ou seja, permitir que a mãe tenha condições de ficar internada para acompanhar o filho prematuro o tempo todo e que o pai também tenha livre acesso.
Sara Santos, coordenadora do Programa de Ações Programáticas, falou sobre a importância do pré-natal de qualidade para a redução da prematuridade.
– O planejamento da gestação e pré-natal adequado, iniciado no primeiro trimestre de gestação, são fundamentais para identificar fatores de risco que podem afetar a saúde materna e fetal, levando ao nascimento prematuro. A identificação desses fatores deve ser iniciada antes da concepção para que intervenções possam ser realizadas no momento oportuno, destacou Sara.
A roda de conversa sobre temas relacionados à prematuridade contará com a participação das mães de bebês que ficaram internados, dinâmica com pais de bebês prematuros, distribuição de material informativo, apresentação de vídeos com depoimentos das mamães de prematuros, além de palestras com profissionais que atuam no cuidado após alta hospitalar, como fonoaudióloga, psicopedagoga e fisioterapeuta.

Galeria de Fotos